quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

somos trocados

a todo instante como se não prestássemos mais. Como se fôssemos um objeto velho que precisa de um novo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário