terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Eu sou aquela

que tem medo do escuro, mas sempre está na escuridão. Eu sou aquela que sorri por fora, e chora por dentro. Eu sou aquela que é rodeada de amigos, e se sente sozinha. Eu sou aquela que diz eu te odeio, mas no fundo te ama com cada fibra de seu coração. Eu sou aquela que sempre será incompreendida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário