segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Perdoar, não é sinônimo de esquecer assim como lutar não é sinônimo de vencer. Antigos placares nunca zeram e feridas passadas nunca fecham. Veneno cuspido corroe pra sempre, e filmes revividos sempre surgem efeito. Lição de moral não constrói um ser humano, e matéria carnal não forma sua base. Seus erros não rotulam-te, e seus atos não te descrevem. Dignidade não é o mesmo que caráter, e falsidade não é o mesmo que dupla personalidade. Saudade não é o mesmo que necessidade, e o completo é conseqüência do que já foi vazio. O que vem vai, e o que foi volta. Fato que é fato não precisa ser discutido, desobedecer as regras não torna algo mais divertido. Fictício é igual refúgio, e realidade é o mesmo que inferno. O prazer e a dor, o sofrer e o amor, andam juntos. Pedir desculpas não é o mesmo que se arrepender. Perdoar, não é sinônimo de esquecer...

Nenhum comentário:

Postar um comentário