quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Eu descobri que o que sente

por mim nunca foi amor. Me disseram para eu não alimentar falsas esperanças pois elas crescem e viram monstros. Não adianta chorar porque dessa vez eu vou tentar partir de verdade, não adianta vir correndo me dizer que todos os momentos foram sinceros, eu não vou e não quero mais acreditar no seu blefe. Vou sentir falta do seu cheiro, do seu beijo, do seu abraço, e principalmente do seu sorriso. Você me usou demais e de forma errada. Você me fez sofrer só porque queria assistir um filme de drama que não tinha na sua coleção. Esse tem que ser o fim. Um dia eu vou querer escutar sua voz falando aos meu ouvidos que me ama, mas eu jurei pra mim que não iria voltar atrás e não vou me trair mais uma vez. Decidi que é melhor sem você, mesmo que eu não aguente sua ausência, eu tenho que tentar. A frieza vai tomar conta do meu coração. Acho que não será tão dificil já que o nosso amor está espedaçado como uma vidraça quebrada. Eu queria que tudo isso fosse como rubi, inquebrável. Poderia ser.

Nenhum comentário:

Postar um comentário